Ir para conteúdo

Wesley Carvalho sonha com Copa SP para entrar na história do Palmeiras

Às vésperas da estreia na Copa São Paulo 2018, o técnico da equipe sub-20 do Palmeiras, Wesley Carvalho, bateu um papo com o Olê Palmeiras e falou sobre as principais características do seu grupo, pressão por conquista. O treinador também comentou como a frustrante derrota na Wesley Carvalho Copa RS, em dezembro, para o São Paulo, foi importante para preparação do elenco visando a Copa SP e como tem sido a sua relação com Roger Machado, técnico dos profissionais. Atual campeão paulista, o Palmeiras estreia nesta terça-feira (02/01/18), contra o Luverdense, às 21h30, em Taubaté. 

Olê Palmeiras: O ano de 2017 da base do Palmeiras foi excelente. Esse desempenho traz alguma pressão para a garotada que vai disputar a Copa SP?

Wesley Carvalho: A pressão tem o lado positivo e usaremos isso como motivação. Imagine ser campeão pela primeira vez da Copa São Paulo pelo Palmeiras? É uma oportunidade de entrar para a história do clube e também acrescentar um título importante na própria história deles como jogadores. Eles são garotos, mas já são profissionais e lidam bem com isso.

OP: O que o torcedor do Palmeiras pode esperar desse grupo que disputará a Copa SP?

WC: Muita luta, dedicação e qualidade, isso eu sei que o nosso grupo tem de sobra. Mas temos de garantir que estaremos prontos para desenvolver esse talento da melhor forma. Lidar com as adversidades, jogar contra times fechados, são situações que vamos enfrentar e a parte mental vai fazer uma grande diferença. Esperamos estar bem preparados em todos esses aspectos para poder chegar à final e conquistar esse título que o torcedor tanto quer.

OP:De que forma a frustrante derrota na final da Copa RS motiva esses garotos a conquistarem a Copa SP?

WC: Claro que nós queríamos ser campeões, mas fiquei feliz com o fato de termos chegado à final nos mantendo firmes em nossa estratégia de rodar o elenco, realizar trocas. Deixamos todos motivados e sentindo-se parte do processo. Conhecemos melhor os atletas, sabemos em quem podemos contar pensando na Copa São Paulo. É normal que o time perca um pouco do entrosamento com as mudanças, mas tivemos uma sequência muito forte de jogos e precisávamos poupar também pelo desgaste físico e mental. Os atletas não são máquinas. Perdemos três jogadores que não têm mais idade de Copa São Paulo (Daniel Fuzato, Pedrão e Augusto) em relação ao time que foi campeão paulista e utilizamos muito bem a Copa RS para fazer alguns testes.

OP:Qual é o diferencial dessa garotada do Palmeiras para sonharmos com o título?

WC: É um time que propõe o jogo, os jogadores compraram muito bem a nossa ideia. Eles amadureceram muito, sabem que não podem só atacar. Tem momentos do jogo de que precisamos ficar com a bola, controlar o jogo de várias formas diferentes. Eles estão colocando esses princípios no jogo e o resultado está sendo muito bom. Esse amadurecimento e inteligência de jogo são os pontos fortes dessa equipe e fizeram a diferença no Campeonato Paulista para que conquistássemos o título. Agora temos de nos reinventar para achar novamente o ponto de equilíbrio ideal para a Copa São Paulo e mantermos esse sucesso.

Camp_PalmeirasOP:Essa será a sua primeira Copa SP à frente do Palmeiras. É cedo para pensar em conquista ou não?

WC: Toda vez que vamos para o jogo é pensando em ganhar, em ser campeão. Mas o que vai acontecer durante a competição nós é que vamos decidir, depende de como vamos reagir diante das dificuldades. Aí sim a competição que vai nos dizer se seremos merecedores ou não. Todas as grandes equipes entram na Copa São Paulo com a expectativa de ser campeão.

OP:O bom desempenho na Copa SP pode ser determinante para alguns jogadores subirem aos profissionais em 2018? Aliás, Roger Machado já pediu referência de algum dos seus atletas? Se sim, qual?

WC: Minha relação com ele é muito boa. Conheço o Roger desde o Curso da CBF do ano passado, fomos colegas de sala. Neste ano, nos encontramos de novo lá. Isso foi um facilitador, ele é uma pessoa muito tranquila e de fácil acesso para troca de conhecimento. Já fazíamos isso antes dele vir para cá, vai nos ajudar bastante. Ele assistiu à nossa estreia na Copa RS e conversei com ele após a partida. Ele disse que viu conceitos que gosta em nossa equipe, como jogar com amplitude, com as linhas bem compactadas, com pontas que ajudam na marcação. Isso facilita a transição dos atletas e é muito bom para o nosso trabalho de integração. Não falamos de nomes ainda, mas quando ele precisar de alguma informação sobre os atletas poderei participar dessa forma, por estar mais próximo do dia a dia da base.

GRUPO_27

Leia mais
>>
Carta aberta: Ô, Lucas Lima, preste atenção
>> 
Ex-companheiros revelam curiosidade e ‘causos’ de Zé Roberto
>> 
Ideias modernas e tendência ao estrelismo. Esse é Roger Machado

>> Curta a nossa página no Facebook: OlePalmeiras
>> Siga o nosso perfil no Twitter: @ole_palmeiras
>>Acompanhe a nossa conta no Instagram: Olepalmeiras 

Olê Palmeiras Ver tudo

O blog alviverde que canta e vibra

4 comentários em “Wesley Carvalho sonha com Copa SP para entrar na história do Palmeiras Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: